As autoridades australianas já identificaram o atirador responsável pelo tiroteio em Sidney, que vitimou um agente e um civil à porta da esquadra da polícia de Parramatta. O autor é um adolescente de 15 anos de nacionalidade iraniana, que terá ligações ao terrorismo.

A polícia revelou que o homem responsável pelo tiroteio da sexta-feira é um jovem de 15 anos, nascido no Irão e de ascendência iraquiana e curda. As autoridades afirmaram que, depois do adolescente ter morto um agente e um civil, a polícia abriu fogo e houve uma troca de tiros com o terrorista, que acabou por morrer no local.
 

"Estamos muito longe de conseguir estabelecar um perfil completo deste homem. As suas motivações exatas são ainda um mistério para nós”, disse o comissário da polícia australiana, Andrew Scipione. “Acreditamos que, baseado na informação que temos, o ataque foi motivado por questões políticas. Se existe violência politicamente motivada, então estamos perante um ato de terrorismo”.


Não há ainda informação sobre se o jovem faria parte de um grupo extremista ou se foi influenciado por alguém, mas as autoridades acreditam que o adolescente agiu sozinho e por iniciativa própria.

A polícia australiana recusou-se, contudo, a divulgar o nome do atirador.