Duas explosões de pacotes-bomba na cidade de Austin, capital do estado do Texas, mataram esta segunda-feira um adolescente e provocaram ferimentos em duas mulheres.

O atentado ocorre uma semana depois de um ataque semelhante ter morto um homem noutra zona da cidade.

A polícia está a relacionar os dois casos semelhantes, de atentados com recurso a embrulhos armadilhados.

O chefe da polícia de Austin, Brian Manley, revelou que nos dois casos desta segunda-feira e no que ocorreu na passada semana, as encomendas foram deixadas à porta de residências e explodiram quando as vítimas as recolheram ou tentaram abrir

Estamos a olhar para estes casos como estando relacionados", afirmou o chefe da polícia, adiantando que os investigadores do FBI estão também a tomar conta dos casos.

As vítimas mortais, incluindo o homem de 39 anos que sucumbiu há uma semana, eram de origem latina ou africana.

Não podemos excluir que o crime de ódio esteja no cerne disto, mas não estamos dizendo que seja essa a causa", disse Manley em conferência de imprensa.

A polícia de Austin alertou já a população da cidade para ter cuidado com embrulhos deixados à porta das suas casas ou se sejam suspeitos.