O portal de leilões online eBay anunciou hoje que vai retirar de venda mais de trinta artigos de vítimas do Holocausto, pedindo desculpa por tê-los disponibilizado para compra.

«Lamentamos profundamente que esses objetos tenham sido propostos para venda no eBay e vão ser retirados», anunciou o porta-voz do site de origem norte-americana, segundo a agência noticiosa France Press.

O mesmo responsável adiantou que o eBay não permite produtos daquela natureza, adiantando que há milhares de funcionários com a função de detetar artigos que não deviam estar a ser vendidos.

A decisão do eBay acontece depois de o jornal britânico «Mail on Sunday» ter revelado que encontrou dezenas de memórias do Holocausto à venda no site.

Entre os artigos encontrava-se um uniforme listado, supostamente usado no campo de concentração de Auschwitz, à venda por mais de 13 mil euros, bem como estrelas de David com a inscrição «Judeu».