A companhia irlandesa de baixo custo, a Ryanair, alertou os pilotos para voarem mais lentamente devido ao aumento dos custos do combustível.

O facto da Páscoa ter ocorrido mais cedo, bem como o clima quente das últimas semanas, parecem ser os principais motivos para explicar a queda nos lucros, de 21 por cento, no primeiro trimestre fiscal.

Com esta medida, o tempo de cada voo na Europa aumenta, em média, cerca de dois minutos, informou o «Telegraph».

«Estamos a voar um pouco mais devagar, mas a gastar menos combustível», afirmou o vice-presidente executivo, Howard Milar, citado pelo «Express».