Onze pessoas ficaram feridas este domingo em Dijon, leste de França, depois de terem sido atropeladas por um automobilista que gritava em árabe «Allahu Akbar» (Deus é grande).

De acordo com a agência France Presse, dois dos onze feridos estão em estado grave e o autor do atropelamento, de 38 anos e com um perfil de desequilíbrio mental, deu entrada num hospital psiquiátrico.

Citando testemunhas, a AFP refere que o automobilista terá dito que agia em nome das crianças da Palestina, mas desconhecem-se os motivos exatos do atropelamento.

Este caso junta-se a um outro, de um ataque recente a um posto de polícia em Joué-lès-Tours, tendo três agentes ficado feridos por um assaltante que gritou também «Deus é grande» e que acabou por ser abatido.