Um morto, dezenas de viaturas incendiadas e danos na embaixada da Nigéria é o balanço provisório daquilo que a polícia diz serem «atos de vandalismo premeditado» ocorridos hoje na capital da Guiné-Bissau.

Os incidentes ocorridos desde a última noite têm envolvido cidadãos estrangeiros, sobretudo os da Nigéria, que a população de Bissau ataca dizendo estarem ligados a raptos de crianças no país, informação desmentida pela polícia.

No bairro de Massacobra, subúrbios de Bissau, um nigeriano que aparentava ter 35 anos morreu hoje devido a ferimentos provocados por agressões de moradores.