Uma pessoa morreu e duas outras ficaram feridas esta segunda-feira na Austrália na sequência de um tiroteio num local comercial do sudoeste da cidade australiana de Sydney. O atirador ter-se-à suicidado ao fim de seis horas de cerco.

Um homem morreu no local e dois outros foram levados para o hospital. Desconhece-se o seu estado”, informou em comunicado a polícia do estado australiano de Nova Gales do Sul, cuja capital é Sydney.

No final do cerco, exército e polícia abandonaram o edifício, acompanhados por três pessoas que estariam escondidas na fábrica.

O atacante, cuja identidade não foi revelada pelas autoridades, ter-se-à suicidado, de acordo com os meios de comunicação locais. As autoridades acreditam que este incidente não está relacionado com qualquer ato terrorista.

Em dezembro de 2014, o centro financeiro de Sydney foi palco da tomada de assalto a um café, onde foram feitos reféns por parte de um autoproclamado clérigo iraniano.