Os EUA condenaram os confrontos que resultaram na morte de 18 civis num campo das Nações Unidas no Sudão do Sul esta semana, e instaram as autoridades a investigar o incidente, que segundo testemunhas envolveu tropas governamentais.

“Os Estados Unidos condenam veementemente a violência no complexo das Nações Unidas em Malakal, que levou à morte de deslocados, e ao incêndio e pilhagem de uma instalação que fornece refúgio e ajuda a mais de 40.000 vítimas do conflito no Sudão do Sul”, disse na sexta-feira a conselheira de Segurança Nacional, Susan Rice, em comunicado.

Mais de 70 pessoas ficaram feridas nos confrontos de quarta-feira para quinta-feira no campo da ONU na cidade de Malakal (nordeste), próximo de uma base da organização, informaram os Médicos Sem Fronteiras, com dois dos seus funcionários entre os 18 mortos.