Um brigadeiro-general da polícia egípcia foi morto nesta quarta-feira no Cairo na sequência de um duplo atentado à bomba no exterior da universidade do Cairo. Há também vários feridos na sequência das explosões, segundo a Reuters.

As explosões aconteceram perto de um carro da polícia e a TV estatal fala em quatro outros agentes da polícia feridos.

Os ataques a forças de segurança têm sido recorrentes no Egito desde a deposição do presidente islamista Mohamed Mursi. O Governo fala em 500 mortes na sequências desses ataques, na maioria soldados e agentes da polícia.