Duas explosões de bombas em Áden, segunda maior cidade do Iémen, com o objetivo de atingir o exército iemenita, mataram pelo menos 41 pessoas, a maior parte delas aspirantes a recrutas, indicou uma fonte oficial militar.

Um bombista suicida matou 34 pessoas que faziam fila para se inscrever no centro de recrutamento da base militar de Badr, no bairro Khormaksar, indicou o general Nasser al-Sarei, comandante das forças especiais do exército, citado pela agência France Presse.

Uma segunda explosão, dentro da base militar, matou sete soldados, acrescentou o oficial.