O bombista-suicida que se fez explodir durante um assalto policial contra um apartamento em Saint-Denis, no norte de Paris, a 18 de novembro, após os atentados de dia 13, foi identificado, anunciou o procurador da capital francesa, nesta quinta-feira.

Segundo as autoridades, trata-se de um belga-marroquino de 25 anos que se chama Chakib Akrouh.

O procurador François Molins adiantou, em comunicado, que o jovem, nascido na Bélgica mas com ascendência marroquina, foi identificado por comparação do seu ADN com o da mãe.

Chakib Akrouh morreu no mesmo assalto policial que o alegado mentor dos atentados de Paris, Abdelhamid Abaaoud, também um belga-marroquino. A terceira vítima foi Hasna Ait Boulahcen, prima de Abaaoud.