O presidente francês, François Hollande, disse este sábado numa declaração ao país que os ataques em Paris foram cometidos pelo Estado Islâmico num "ato de guerra".

"O que aconteceu ontem em Paris e em Saint Dennis junto ao Estádio de França é um ato de guerra. E face à guerra, o país deve tomar as decisões apropriadas. É um ato de guerra cometido por um exército jihadista contra os valores quer nós defendemos e contra o que somos: um país livre".


Os ataques que, o presidente francês disse terem causado 127 mortos foram organizados do exterior com ajuda de pessoas em França.

Hollande diz que vai-se dirigir ao Parlamento francês numa sessão extraordinária na segunda-feira.

"Um ato de absoluta barbárie".