Pelo menos 27 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas na sequência de uma explosão no jardim do centro cultural da cidade de Suruc, na Turquia, próxima de Kobani, cidade síria de fronteira. Os media turcos avançam que na origem da explosão pode ter estado um bombista-suicida.

De acordo com o ministro do Interior, não existem dúvidas de que se tratou de um "ataque terrorista" e, quanto ao saldo do atentado, o número de vítimas pode ainda aumentar. O governo turco enviou para o local três ministros a fim de apurar responsabilidades.

No local da explosão encontravam-se dezenas de jovens da Federação das Associações da Juventude Socialista, que se encontravam reunidos no centro cultural antes de seguirem para a cidade curda de Kobani, cita o jornal turco Daily Sabath. Por isso, presume-se que muitos estejam entre as vítimas.

Os jovens iam ajudar na recuperação de Kobani, que tem sido alvo de ataques do Estado Islâmico desde há vários meses. 

Na altura da explosão, estariam pelo menos 300 jovens no centro cultural, adianta o jornal.