Ali David Sonboly tinha 18 anos. Alemão de origem iraniana. Filho de um taxista, não tinha cadastro e tinha dupla nacionalidade. De acordo com a polícia, já este sábado, nasceu e foi criado em Munique. Matou nove pessoas e feriu 16, antes de se suicidar, num movimentado centro comercial de Munique. Os motivos são ainda uma incógnita.

De acordo com a polícia, recebia apoio psiquiátrico e estava medicado.

       Leia também:

Ali David terá criado uma conta falsa no Facebook para atrair jovens ao MDonald´s, junto ao centro comercial Olympia. A conta era em nome de uma rapariga, Selina Akim. Num dos posts oferecia-se para pagar comida a quem aparecesse.

Depois de disparar indiscriminadamente, matando nove pessoas e deixando 16 feridas, três das quais em estado grave, Ali suicidou-se. O corpo do jovem foi encontrado a cerca de um quilómetro do local do massacre.

As autoridades usaram um robot para procurar explosivos junto ao corpo. Sabe-se agora, depois da conferência de imprensa da polícia, qeu tinha 300 balas na mochila. 

De acordo com a imprensa, um colega de escola adianta que o jovem era vítima de bullying e que dizia com frequência que iria matá-los todos. 

O testemunho terá sido colocado numa rede social: "Conheço este gajo. O nome dele é Ali Sonboly. Era da minha turma. Nós andávamos sempre a provocá-lo e ele respondia-nos que nos havia de matar a todos."

O post, que terá sido publicado depois de as autoridades iniciarem buscas na casa dos pais do jovem, foi posteriormente apagado.