O número de vítimas mortais do atentado terrorista perpetrado contra uma academia de polícia na capital do Iémen, Sana, foi revisto em alta pelas autoridades para 37, com os feridos a ascenderem a 70. A explosão de uma bomba colocada num carro em frente à academia da polícia na capital aconteceu esta quarta-feira de manhã.

De acordo com a agência noticiosa espanhola Efe, o ataque foi levado a cabo por um suicida ao volante de um carro carregado de explosivos, que atingiu um grupo de pessoas que se estava a registar numa academia para formação de polícias.

Até ao momento, nenhum grupo reivindicou o ataque, ainda que fontes da segurança tenham dito à Efe que tudo indica ter sido da autoria da Al-Qaida, que no Iémen é conhecida como Ansar al Sharia.

A explosão em Sana surge depois de uma bomba ter deixado seis milícias xiitas feridos na segunda-feira, e quatro pessoas terem morrido no domingo na cidade de Dhamar.