Um homem suspeito de ter causado a morte de quatro pessoas no ataque perpetrado no Museu Judaico de Bruxelas a 24 de maio foi detido na sexta-feira em Marselha, no sul de França, informam este domingo os media locais.

A informação foi confirmada pela justiça belga à agência France Presse: «Posso confirmar a detenção do possível autor dos factos», afirmou o porta-voz do Ministério Público.

O procurador federal tem prevista uma conferência de imprensa para as 15:00 (13:00 TMG), em Bruxelas, para dar informações sobre a detenção.