Uma filiar líbia do Estado Islâmico reivindicou, esta quarta-feira, o atentado ao hotel de luxo em Tripoli, que fez pelo menos 10 mortos na terça-feira. Entre os mortos, estão cinco líbios e cinco estrangeiros, de acordo com um porta-voz do Ministério do Interior, citado pela CNN.
 
O ataque visou um hotel de cinco estrelas em Tripoli, conhecido por albergar muitos estrangeiros e reuniões de negócios.
 
O braço líbio do Estado Islâmico divulgou fotografias, esta quarta-feira, que mostram dois homens armados, que, garante, foram os atores do ataque. Os dois homens foram identificados como Abu Ibrahim Al-Tunsi e Abu Sulaiman Al-Sudani. De acordo com a CNN, os nomes dão indícios de que os dois homens poderiam ser um tunisino e um sudanês.