Pelo menos 75 civis, incluindo crianças, foram mortos num atentado perpetrado pelo grupo extremista Estado Islâmico na região de Deir ez-Zor, na Síria, anunciou este domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

O ataque também provocou 140 feridos.

Há pelo menos 75 mortos, entre os quais crianças, e 140 feridos”, precisou à AFP Rami Abdel Rahmane, diretor do OSDH.

O responsável indicou que as vítimas estavam deslocadas, a fugir de diferentes ofensivas contra o Estado Islâmico nesta província.

A intensificação dos combates em Deir ez-Zor tem obrigado milhares de pessoas a fugir desta província nos últimos dias. Muitos têm procurado refugiar-se numa área desértica controlada pelas forças curdas da Síria. O ataque visou precisamente esta região. 

Esta não é a primeira vez que o Estado Islâmico ataca civis que fogem de Deir ex-Zor. No mês passado, um atentado à bomba fez pelo menos 18 mortos.

Sonia Khusg, responsável do organismo Save the Children para a Síria, disse no sábado que cerca de 350.000 pessoas fugiram da província de Deir ez-Zor nos últimos dias. Cerca de metade são crianças.