Um bombista suicida matou hoje pelo menos duas pessoas e feriu outras sete após se fazer explodir em Cabul, três agentes de segurança morreram em Helmand e pelo menos 18 soldados foram mortos num atentado no oeste do Afeganistão.

O porta-voz do Ministério do Interior, Najib Danish, disse que o ataque de Cabul ocorreu na área de Shash Darak, perto da sede da NATO e não muito longe da embaixada dos Estados Unidos.

Najib Danish disse que o número de mortos poderia aumentar nas próximas horas.

O grupo Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo ataque de Cabul num comunicado publicado seu site

Na província ocidental de Farah, pelo menos 18 soldados foram mortos quando um posto de controlo foi atacado por insurgentes talibãs, disse Dawlat Waziri, porta-voz do Ministério da Defesa.

Dawlat Waziri disse que outros dois soldados foram feridos no ataque, que ocorreu no distrito de Bala Buluk.

Num comunicado, o porta-voz dos talibãs, Qari Yusouf Ahmadi, afirmou que este ataque foi da responsabilidade do grupo.

Por outro lado, um responsável afegão disse que pelo menos três pessoas dos serviços de segurança do país foram mortas em atentados suicidas separados na província de Helmand.

Omar Zwak, porta-voz do governador provincial em Helmand, disse que hoje um carro armadilhado chegou a ser atingido pelas armas dos soldados do exército afegão, mas o veículo conseguiu chegar à entrada da base do exército no distrito de Nad Aali, matando dois soldados e ferindo outro.

Um segundo bombista suicida atacou perto de outra base militar na capital de Helmand, Lashkar Gah, sendo que uma pessoa dos serviços de segurança foi morta e outros sete civis ficaram feridos, declarou Zwak.

O porta-voz dos talibãs informou também que ambos os ataques suicidas em Helmand foram de responsabilidade do grupo.