Uma jovem bombista suicida fez-se explodir numa paragem de autocarro lotada em Damaturu, na Nigéria, avança a Associated Press. A jovem, que aparentava ter cerca de 14 anos, tinha a bomba ocultada por baixo da roupa.

Segundo a agência Reuters, há registo de cinco vítimas mortais, além da adolescente, e mais de 30 feridos. Já a AP avança com 41 pessoas feridas. 

Segundo testemunhas, citadas pela France Press, a “jovem” tentou entrar na estação e recusou ser revistada pelos guardas. Foi então que acionou os explosivos que transportava no corpo. Ainda Segundo a Reuters foi um grupo de civis vigilantes que suspeitou da menor e a abordou.

“Um táxi privado saiu do parque e, assim que o automóvel se aproximou, ela detonou o explosivo. Seis pessoas que seguiam no automóvel morreram e ela também morreu”, contou uma testemunha, Sani Dankamasho.

O atentado ainda não foi reivindicado, mas as suspeitas recaem sobre o grupo extremista Boko Haram.

Recorde-se que os radicais islamitas usaram crianças e mulheres em recentes atentados, tanto na Nigéria, como no Chade ou nos Camarões. Autoridades acreditam que menores usados como bombistas são vítimas de rapto.

Desde que foi eleito em março passado, com a promessa de aniquilar o grupo extremista, o presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, já viu morrer mais de mil nigerianos em ataques do Boko Haram.

O porta-voz da polícia local, Toyin Gbadegesin, avançou que outra menina, com cerca de 12 anos, também se fez explodir esta terça-feira, num posto de segurança, sem causar vítimas. Este incidente aconteceu pouco tempo depois do atentado na estação de autocarros.