O governador da California, EUA, declarou na sexta-feira o estado de emergência no condado de San Bernardino para "ajudar a comunidade a recuperar do atentado terrorista" de 02 de dezembro, na véspera de uma visita do Presidente Barack Obama.

A 02 de dezembro, um casal matou 14 pessoas num centro de apoio social em San Bernardino, num ataque que o Presidente dos Estados Unidos da América classificou como um "ato de terrorismo" praticado por duas pessoas que haviam seguido "o caminho obscuro da radicalização”, “abraçando uma pervertida interpretação do Islão que apela à guerra contra a América e o Ocidente”.

O governador Jerry Brown assegurou na sexta-feira que as circunstâncias deste ataque, dada a sua magnitude, estão para além do controlo dos serviços de um governo local e requerem uam combinação de forças e apoios.