O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou, neste domingo, os ataques às igrejas egípcias, dizendo estar “muito triste” pelo ataque sofrido por um “pais aliado dos EUA”.

Na sua conta do Twitter, Trump juntou-se à condenação da comunidade internacional, após os ataques a duas igrejas de cristãos coptas no Egito, dizendo ter “enorme confiança” que o presidente egípcio, Abdel-Fattah al-Sisi, "vai lidar com corretamente com a situação".

Os ataques de hoje, já reivindicados pelo Estado Islâmico, ocorreram em Tanta e Alexandria, tendo feito mais de 40 mortos e dezenas de feridos.

O presidente al-Sisi ordenou a "deslocação imediata das unidades de proteção do exército para ajudar a polícia a proteger as infraestruturas vitais e importantes", segundo um comunicado da Presidência egípcia, citado pelas agência internacionais.