Cerca de 300 militantes islamitas ocuparam hoje uma escola primária no sul das Filipinas e fizeram alunos reféns, anunciou o exército.

Eles estão na escola e detêm civis. Usam-nos como escudos humanos”

O capitão Arvin Ancinas, porta-voz da divisão militar encarregada do setor, deu essa indicação, por telefone, à agência France-Presse.

Os rebeldes simpatizantes do Estado Islâmico levaram a um estado de sítio na cidade de Pigcawayan, em North Cotabato, num ataque que pode ser uma tentativa de desviar o foco militar dos extremistas que estão sitiados a cidade do sul de Marawi.

O inspetor-chefe da polícia, Realan Mamon, disse à Associated Press que os homens armados invadiram a vila de Malagakit de madrugada e que se deu um tiroteio. As populações tentaram fugir para locais seguros.