Os Estados Unidos da América condenaram o atentado perpetrado no domingo contra a estância balnear Grand-Bassam, na Costa do Marfim, que fez pelo menos 22 mortos.

“Os Estados Unidos condenam de forma contundente o ataque terrorista na Costa do Marfim”, afirmou o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, John Kirby, falando de “violência sem sentido”.

Em comunicado, John Kirby sublinhou que o país africano “é um importante parceiro regional dos Estados Unidos”, que ofereceram apoio ao Governo costa-marfinense enquanto se investiga o “cruel ataque”.

Homens armados atacaram, este domingo, três hotéis no sul da Costa do Marfim fazendo, pelo menos, 22 mortos - entre os quais quatro europeus - e vários feridos, avança a imprensa internacional.