As autoridades alemãs revelaram este sábado que o homem de 26 anos que, na sexta-feira, esfaqueou mortalmente uma pessoa e feriu várias num supermercado em Hamburgo, na Alemanha, era conhecido das autoridades por ser um radical islâmico e por estar instável psicologicamente.

O suspeito tem 26 anos e nasceu nos Emirados Árabes Unidos.

Depois do ataque com uma faca, em Barmbek, no estado alemão de Hamburgo, foi rapidamente controlado por traseuntes e preso.

O responsável pela Administração Interna de Hamburgo, Andy Grote, disse que o homem - cujo pedido de asilo tinha sido rejeitado - era conhecido das autoridades por se ter radicalizado, mas que não era considerado perigoso.