O chefe do Hezbollah, Hassan Nasrallah, culpou hoje a Arábia Saudita por um duplo ataque suicida na embaixada iraniana em Beirute que matou 25 pessoas no mês passado.

As Brigadas Abdullah Azzam, uma filiada na Al-Qaeda que reclamou a responsabilidade pelos ataques, «tem um emir e ele é saudita, e eu estou convencido que está relacionado com os serviços secretos sauditas, que dirigem grupos como este em várias partes do mundo», disse Nasrallah à estação libanesa OTV.