A casa de Cairns, no nordeste da Austrália, onde na sexta-feira foram encontradas oito crianças mortas por esfaqueamento deverá ser demolida e no seu lugar ser erguido um monumento de memorial às vítimas, informaram esta segunda-feira fontes oficiais.

Familiares e amigos continuam a prestar homenagem às vítimas no bairro de Manoora, onde a polícia encontrou os cadáveres de quatro meninos e igual número de meninas, com idades entre dois e 14 anos.

O membro local do parlamento estadual de Queensland, Gavin King, disse que depois de falar com familiares e vizinhos, foi decidido demolir a casa e construir um memorial, a definir de acordo com as tradições da comunidade aborígene local.