Andar de avião pode ser um exercício de tortura. Um senador americano quer acabar com os bancos de avião apertados.

Ou se é alto e as pernas ficam esmagadas no banco da frente. Ou se é gordo e não cabe no assento. Ou se é idoso e não há mobilidade. Ou se tem crianças ao colo apertadas contra o peito. Estas são só alguns dos problemas que se deparam muitos daqueles que andam de avião.

Por isso, o senador do Tenessee, Steve Cohen, quer legislar uma dimensão mínima para os bancos dos aviões, já que as companhias aéreas resolveram encolher os bancos em proporção inversa ao aumento das medidas do corpo dos passageiros.

Os bancos dos aviões ficaram cerca de cinco centímetros mais estreitos desde 1970, mas os corpos não emagreceram, pelo contrário. Por isso, o republicano, em declarações à CNN, queixa-se que é uma “indústria [a aeronáutica] que não está a responder às necessidades dos utentes, mas a dar resposta a outros interesses”.