A Greenpeace convocou esta sexta-feira ações de protesto em vários países para exigir a libertação do navio Arctic Sunrise e dos 25 ativistas a bordo, detidos na quinta-feira no Ártico por guardas de fronteira russos.

«Pedimos a todas as nossas delegações que se juntem ao protesto contra a detenção do navio. As delegações na Finlândia, Suíça e Alemanha já confirmaram que vão participar», disse a coordenadora do programa ártico da organização ecologista, Evguenia Beliakova, à agência EFE.

De acordo com esta dirigente, os protestos vão realizar-se esta sexta-feira em frente dos escritórios no estrangeiro da petrolífera russa Gazprom, que explora a plataforma petrolífera de Prirazlomnaya, no mar de Petchora, no Ártico.