Um montanhista descobriu por acaso, durante um passeio, uma espada viking, com mais de 1250 anos e em excelente estado de conservação. A descoberta foi feita por acaso, numa montanha do sul da Noruega, anunciou a autarquia de Hordaland.
 

“É quase impossível encontrar artefactos vikings tão bem preservados. Esta espada podia ser usada hoje em dia, bastava afiar a lâmina”, diz Per Morten Ekerhovd, conservador museológico, em declarações à CNN.

 
A espada terá sido fabricada no anos 750 depois de Cristo e mantém-se quase intacta, apesar de ter estado durante séculos sujeita às intempéries. Por isso, os especialistas classificam o achado de “extraordinário”.
 

“Estamos muito felizes que esta pessoa tenha encontrado a espada e no-la tenha entregue. Vai ajudar a desvendar alguns mistérios da nossa história mais antiga. É um exemplar muito importante dos artefactos da época viking."

 

Espada encontrada por acaso estava em excelente estado de conservação


Os artefactos de ferro forjado eram caros. Por isso, o dono desta espada deveria ser muito rico e muito influente, adivinha Alexandra Sanmark, especialista na época viking da universidade escocesa de Highlands and Islands, citada pelo The Guardian.
 

“Tem-se a ideia errada de que os Vikings usavam capacetes de metal, mas provavelmente seriam feitos de cabedal. O metal era canalizado para fabricar armamento, o que lhe conferia uma extraordinária qualidade.”

 

“Geralmente, se se era dono de uma espada, significava que se tinha um estatuto elevado.”

 
A historiadora sublinha que, até ao momento, apenas um capacete de metal foi encontrado. Alexandra Sanmark considera que os arqueologistas noruegueses que analisaram a espada provavelmente têm razão, quando afirmam que a espada poderia ter sido incluída na sepultura de alguém muito influente na época viking.