Os países com armas nucleares estão a modernizar os seus arsenais, apesar da vontade expressa pela comunidade internacional de um desarmamento. O relatório do Instituto de Investigação sobre a Paz Internacional de Estocolmo (SIPRI) vem alertar para isso mesmo.

O armamento nuclear mundial sofreu uma redução de 3% em 2014 devido à retirada de equipamentos obsoletos, lê-se no relatório, que é citado pela Lusa.

As nove potências nucleares – Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, França, China, Índia, Paquistão, Israel e Coreia do Norte – possuíam em janeiro deste ano 15.850 ogivas nucleares, contra 16.350 um ano antes, o que representa uma descida continuada mas a um ritmo lento em relação ao registado na década anterior.

A modernização, essa, continua a subir de patamar. 

A propósito, o Irão advertiu ontem que o regateio do Ocidente pode pôr em causa acordo nuclear. Hassan Ruahni admite que persistem muitas divergências sobre os pormenores de um potencial pacto histórico.