A elevação do nível das águas do mar está a causar um fenómeno natural nas Ilhas de Salomão: cinco destes aglomerados de terra ficaram submersos ao longo das últimas sete décadas.

Segundo os dados de um estudo publicado na Environmental Research Letters, outras seis ilhas do arquipélago também perderam 20% da sua superfície, o que forçou a população a deixar o litoral.

As Ilhas Salomão são como um laboratório natural que nos dá uma boa indicação do que podemos esperar globalmente. O que estamos vendo não vai se tornar a norma", disse o autor do estudo, Simon Albert, da Universidade de Queensland à CNN.

 

As Ilhas Salomão são um arquipélago composto por mais de 900 ilhas, que se localizam a leste da Papua Nova Guiné. São ilhas de baixa altitude e, por isso, estão vulneráveis à subida do nível das águas do mar.

 

 

As cinco ilhas que desapareceram não eram habitadas, mas a ilha de Nuatambu, onde habitam cerca de 25 famílias, perdeu mais de 50% da sua área de superfície, forçando algumas famílias a mover-se para outra ilha. 

A deslocalização será incrivelmente complexa e provavelmente vai custar centenas de milhões de dólares, o que tornará o país mais dependente da ajuda internacional", explica Albert.

Segundo a CNN, o caso mais preocupante é a ilha de Taro, a capital da província, uma vez que em caso de deslocação isso irá envolver a movimentação de serviços de saúde, de educação, sanitárias e de eletricidade. 

O estudo recorreu a imagens de satélite de 33 ilhas, no período compreendido entre 1947 e 2014, e concluiu que, nos últimos 20 anos, o nível da água no mar subiu sete a 10 milímetros por ano, três vezes o valor médio global.