O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, falou segunda-feira ao telefone com o primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, com quem discutiu «possíveis respostas» da comunidade internacional contra a Síria, anunciou a Casa Branca.

Ambos os líderes «expressaram a sua grande preocupação por informações sobre a alegada utilização de armas químicas por parte do regime sírio contra civis perto de Damasco a 21 de agosto», refere a Casa Branca em comunicado.

Tanto Obama como Kevin Rudd «discutiram possíveis respostas da comunidade internacional e acordaram continuar consultas», especifica a Presidência norte-americana sem detalhar, contudo, que medidas foram abordadas.

Rússia lamenta suspensão de conversações com EUA

A Rússia lamentou a decisão dos Estados Unidos suspenderem as conversações com representantes russos para a preparação da conferência internacional sobre a Síria, anunciou o vice-ministro russo dos Negócios Estrangeiros.

«Lamentamos que os nossos parceiros tenham decidido suspender o encontro bilateral Rússia-EUA para a discussão das questões da convocação de uma conferência internacional sobre a Síria», escreveu Guennadi Gatilov no Twitter.

Segundo o mesmo responsável, a «elaboração dos parâmetros da regularização política na Síria seria extremamente útil».