A princesa Meshael Alayban, de 42 anos, vai passar doze anos numa prisão da Califórnia depois de ter sido acusada de prender uma mulher. A princesa está acusada de tráfico de seres humanos em Gramercy, Irvine.

A alegada vítima, de 30 anos, é do Quénia e tinha trabalhado para a família Alayban na Arábia Saudita. A mulher acusa ainda a família de a ter forçado a trabalhar demasiadas horas e pagar apenas parte do salário, refere a «Sky News».

A mulher viajou com a família Alayban para a Califórnia, mas conseguiu fugir do apartamento. Num autocarro, um passageiro percebeu que a mulher estava em choque e chamou a polícia.

A polícia, em investigação no apartamento da família, descobriu outra mulher que também apresenta a acusação de lhe terem sido tirados os documentos pessoais.

Não há sinais de abusos físicos, mas as autoridades estão a ajudar as mulheres a encontrar conforto e uma morada alternativa segura.

A princesa está, segundo a «Sky News», detida da prisão de Orange County.