Milhares de imigrantes ilegais entregaram-se neste domingo à polícia saudita, após os mortíferos tumultos noturnos num bairro pobre de Riade e relacionados com a campanha de repressão à imigração clandestina.

Na noite de sábado, duas pessoas, incluindo um saudita, foram mortas e 68 feridas (28 sauditas), durante confrontos no bairro de Manfuha, onde se concentram os imigrantes provenientes na sua maioria do Corno de África, sobretudo etíopes, segundo fonte oficial citada pela agência noticiosa AFP.

O responsável referiu-se a 561 detenções «entre os instigadores dos motins».