A polícia da Austrália deteve oito suspeitos relacionados com a apreensão de 1,2 toneladas de metanfetamina, avaliadas em 760 milhões de dólares (500 milhões de euros), a maior quantidade apreendida no país, foi anunciado esta sexta-feira.

A apreensão teve lugar depois de a polícia federal, em colaboração com corporações de segurança do estado da Austrália Ocidental, ter seguido uma pista sobre um barco chegado na madrugada de quinta-feira ao porto de Geraldton.

Os tripulantes do navio descarregaram a altas horas da noite dezenas de sacos, onde viria a ser encontrada a droga, e colocaram-nos numa furgoneta que foi intercetada durante a operação.

Três homens que seguiam a bordo da viatura e outros três que estavam na embarcação foram detidos durante a operação antidroga, enquanto s restantes dois suspeitos foram detidos num hotel da cidade de Perth.

O grupo arrisca uma pena máxima de prisão perpétua.

A droga, que seria procedente de um barco de maiores dimensões que zarpou da China e se encontra já longe da costa australiana, teria como destino o leste do país, onde se encontram as principais cidades daquela nação, segundo as autoridades.

De acordo com os dados da polícia, esta apreensão de metanfetamina supera o anterior registo recorde de 903 quilogramas de cocaína apreendidos no início do ano em Melbourne.

Os australianos figuram entre os maiores consumidores ‘per capita’ de droga no mundo e um quilo de cocaína pode custar até cem vezes mais do que o seu preço na América do Sul.