Os californianos que gravem encontros com a polícia com os seus telefones móveis podem, desde quarta-feira, enviá-los à União Norte-Americana dos Direitos Civis (ACLU, na sigla inglesa), graças a uma nova aplicação.

A aplicação “mobile justice CA”, lançada quarta-feira, permite assegurar que os vídeos sobre potenciais abusos policiais sejam preservados caso o utilizador destrua ou extravie o original gravado com o telefone.

Héctor Villagra, diretor executivo da ACLU no sul da Califórnia, explicou sentir-se orgulhoso com o lançamento da aplicação inovadora que contribuirá para que os cidadãos defendam melhor os seus direitos.

A mesma organização já lançou aplicações semelhantes em Nova Iorque, Oregon e Misuri.