O secretário-geral da ONU, António Guterres, apelou à abertura imediata dos corredores de acesso aos comboios humanitários na Síria, bloqueados por uma ofensiva do regime do Presidente Bashar al-Assad.

Citado pela agência AFP, António Guterres pede que todos os envolvidos “autorizem, de forma imediata, o acesso seguro e sem obstáculos, de forma a permitir que outros comboios entreguem bens essenciais a centenas de milhares de pessoas que necessitam desesperadamente deles”.

Pelo menos 800 civis, incluindo 177 crianças, foram mortos em bombardeamentos contra o enclave rebelde de Ghouta oriental desde o início, a 18 de fevereiro, de uma ofensiva do regime, indicou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).