“O sistema europeu de asilo é profundamente disfuncional, funciona mal. Um certo número de países fazem o essencial do esforço e um grande número de outros faz um esforço quase inexistente”, lamentou o também antigo primeiro-ministro português.








“A impunidade e a imprevisibilidade estão por todo o lado e eu acredito que nos próximos anos a situação vai piorar.”