Um líder religioso islâmico radical foi condenado a cinco anos e meio de prisão por um tribunal de Londres por ter apelado ao apoio ao grupo Estado Islâmico (EI) em vídeos disponibilizados no YouTube.

Segundo a agência France Presse, Anjem Choudary, 49 anos, também advogado, nasceu no Paquistão e jurou fidelidade ao líder do EI, Bakr al-Baghdadi, nos vídeos em que apelou ao apoio ao grupo terrorista.

Anjem Choudary é também suspeito de ter agido ao longo de 20 anos como recrutador de combatentes para grupos terroristas.