As florestas e os animais selvagens são parte da herança comum em África, mas estão a desaparecer a um ritmo alarmante. A caça ilegal de elefantes e rinocerontes continua a ser um grande problema para a maioria dos países africanos.

Os caçadores atuam dentro das áreas de conservação e nem sempre é possível impedi-los de cometer o crime que tem diminuído a diversidade animal no continente. Por motivos financeiros, na sua maioria, o contrabando de animais tem vindo a aumentar.

A ideia de uma empresa sul-africana tenciona diminuir o elevado número de animais mortos pelos caçadores ilegais, com uma solução pouco usual que consiste em lançar cães rastreadores e os seus tratadores, de paraquedas. Os cães são colocados no rasto dos caçadores ilegais, o mais rápido possível, para evitar que abandonem a área de reserva florestal, antes de serem detidos pelas autoridades.

Segundo a BBC Brasil, 11 grupos de caçadores ilegais, em 18 meses, foram apanhados por um “cão paraquedista”.