O ativista angolano Rafael Marques participa em Lisboa a convite da Amnistia Internacional numa conversa aberta sobre Angola, na sexta-feira, em Lisboa, disse esta segunda-feira à Lusa a diretora da secção portuguesa da organização.

“O Rafael Marques foi adotado como um caso emblemático da Amnistia Internacional, pela forma como a liberdade de expressão é tratada em Angola”, disse Teresa Pina, da Amnistia Internacional.

O debate com o jornalista angolano vai decorrer na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, a partir das 10:30 de sexta-feira e conta com as participações da eurodeputada Ana Gomes e do escritor angolano José Eduardo Agualusa.

Rafael Marques foi condenado a seis meses de pena suspensa na sequência de denúncias de violações de direitos humanos publicadas no livro “Diamantes de Sangue”.