O chefe da diplomacia dinamarquesa, Kristian Jensen, criticou esta quarta-feira a chanceler alemã, Angela Merkel, pela gestão da crise dos refugiados na Europa.

“Merkel ficou surpresa com o número de refugiados que chegaram à Alemanha (…) Acho que, inicialmente, não viu a extensão do problema”, disse o ministro dinamarquês num centro de estudos, em Washington, nos EUA.

De acordo com a AFP, o ministro ironizou também com o facto de a chanceler alemã ter sido acusada de ter convidado os refugiados a irem para a Alemanha antes de ter mudado de tom e tentado “resolver, com atraso, o problema”.