Três altos quadros da polícia de Ancara foram demitidos esta quarta-feira  na sequência do duplo atentado bombista, ocorrido no fim de semana, na capital turca, que fez 97 mortos.

O Ministério do Interior turco afirmou que os funcionários demitidos são o chefe da polícia da área metropolitana de Ancara e os seus chefes dos serviços secretos e de segurança pública, perante as acusações de que houve falhas de segurança.

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, prestou hoje homenagem às vítimas, depositando uma coroa de flores em frente à estação ferroviária onde, no passado sábado, dois bombistas suicidas se fizeram explodir no meio de uma multidão que participava numa marcha a favor da paz, convocada por movimentos de oposição.


Erdogan depositou uma coroa de flores em frente à estação ferroviária, juntamente com o seu homólogo finlandês, Sauli Niinistö. 

Além das 97 vítimas mortais, o atentado terrorista mais de 200 feridos, figurando como o mais mortífero da história recente da Turquia.