A organização não-governamental (ONG) de defesa dos direitos humanos Amnistia Internacional denunciou esta terça-feira a tortura sistemática de presos políticos no Vietname, país governado por um regime comunista.

Num relatório, a Amnistia Internacional detalha os maus tratos a que são sujeitos os presos políticos no Vietname, com base em entrevistas a 18 antigos prisioneiros, falando em períodos prolongados de isolamento, agressões físicas, desaparecimentos ou negação de tratamentos médicos.

"Este relatório dá uma visão do horror que enfrentam os presos" no Vietname, afirmou Rafendi Djamin, diretor da Amnistia Internacional para o sudeste da Ásia e Pacífico, num comunicado.