Deixar um engenheiro projetar um fato de banho pode parecer estranho. Mas quando os cientistas e os designers se juntaram para criar o "Spongesuit", em prol do ambiente, o assunto tornou-se mais importante. Surgiu assim o calção de banho que consegue limpar a água enquanto se nada.

O calção é preenchido com um material à base de sacarose que repele a água, mas atrai os contaminantes nocivos. Os inventores deste material são marido e mulher e ganharam um concurso internacional de tecnologia para vestuário e foram reconhecidos na última semana em Roma, na “Maker Faire”, um evento dedicado ao desenvolvimento do território e das empresas, com vista a aumentar o bem-estar dos cidadãos.

“O material também pode ser cozido em roupas de mergulho, de modo a que os surfistas também possam ajudar a limpar o oceano, enquanto apanham ondas”, disse Mihri Ozkan, professor de engenharia elétrica na Universidade da Califórnia, em Riverside.


Ozkan disse que tanto ela e o seu marido, o engenheiro de materiais Cengiz Ozkan, estão a trabalhar há quatro anos no desenvolvimento deste material. Revelaram ainda que originalmente a inspiração foi conceber uma nova forma de limpar petróleo dos oceanos.
 
A superfície do fato de banho é feita de um plástico flexível impresso em 3-D. Contém um material à base de açúcar, que é chamado de esponja, que é poroso e pode absorver contaminantes até 25 vezes o seu peso.
 
Quando a esponja está cheia, pode ser removida a partir do fato e aquecida até aos 1000 graus centígrados para liquefazer o material. Depois, os contaminantes são removidos, e o resto é reciclado para uma nova esponja.
 

 "O material da esponja é feito de açúcar, e é  ambientalmente seguro. Qualquer contaminante recolhido pela esponja vai ser preso dentro da arquitetura da esponja nanoporous, e nada vai tocar na pele do utilizador"
 

 
O produto pesa cerca de 50 gramas e é tão fino quanto um fio de cabelo. Os Ozkans esperam que o fato seja produzido em larga escala porque os materiais custam apenas 13 cêntimos por grama.

"Temos como objetivo um futuro onde todos, com qualquer roupa de natação, possam contribuir para a limpeza dos mares através de uma atividade desportiva ou simplesmente com um passeio de férias de verão"


O material foi testado em laboratório e os criadores estão à procura de parceiros para comercializar a tecnologia.

"Fizemos repetidos testes ao material esponjoso, e temos vídeos que mostram a nossa esponja a limpar da água contaminantes como óleo, disse Cengiz Ozkan.


Os Ozkans sonham com o dia em que as pessoas possam deixar os seus fatos de banho numa loja de limpeza a seco. É sinal de que já estarão a fazer algo mais pelo planeta.