Os cadáveres das vítimas da queda do avião da Germanwings em março, nos Alpes franceses, foram todos identificados e os restos mortais vão agora ser entregues às famílias.

O anúncio foi feito esta terça-feira pelo procurador de Marselha.

“Os 150 corpos já foram todos identificados, pelo que já podem proceder aos funerais”, de acordo com o comunicado citado pela Reuters.

O responsável do Ministério Público francês acrescentou ainda que a companhia aérea Lufthansa recebeu documentos em várias línguas de modo a repatriar os corpos.

Depois de vários dias de buscas numa área de dofícil acesso, as equipas forenses têm estado a trabalhar nos restos mortais recolhidos.

O avião ficou em pedaços por ação voluntária do copiloto que se fechou na cabine e despenhou o aparelho, segundo a informação recolhida pelas caixas negras.