A adolescente Alicia Kozakiewicz, violada e raptada por um amigo da Internet, deu lugar à mulher que quer fazer passar uma lei nos Estados Unidos para proteção das crianças no mundo online.

Os perigos não estão só na rua, e podem começar em casa. Quando tinha 13 anos, Alicia Kozakiewicz passava muito tempo a jogar online. Estávamos no ano de 2001, a Internet nem era tão desenvolvido como hoje, mas, os perigos já espreitavam.

Alice com 13 anos, em casa (Foto DR)

No dia de Ano Novo de 2002, Alicia saiu de casa, em Pittsburgh, na Pensilvânia, para se encontrar com um amigo que conhecera online. Ela pensava que ele teria mais ou menos a sua idade e, durante meses, foi um confidente e um apoio.

Mas, a adolescente norte-americana encontrou pela frente Scott Tyree, um programador informático que a raptou e levou para a sua casa na Virginia, a mais de cinco horas de distância.

Alicia Kozakiewicz esteve desaparecida durante quatro dias. Foi espancada e violada por Scott Tyree, que a prendeu com uma coleira de cão. Quando pensava que ia morrer, o FBI encontrou-a.

O programador informático veio a ser condenado a mais de 19 anos de cadeia, mas o assunto não acabou ali para a jovem.

Aquilo por que passou aos 13 anos viria a destinar-lhe um futuro como ativista, criou uma associação que promove a educação das crianças e alerta para os perigos da Internet. A mesma Internet que a traiu, é usada hoje em dia como veículo para passar a sua mensagem, através do site e da página de Facebook em que divulga imagens de muitas crianças desaparecidas.

 

 

Alicia Kozakiewicz também está a percorrer os 50 Estados norte-americanos, de modo a fazer passar uma lei, a Lei Alicia, para criar uma fonte de receita direcionada especificamente para o combate à exploração sexual de crianças na Internet, de forma a garantir o financiamento de 61 grupos de trabalho que nos Estados Unidos combatem os crimes na Internet contra crianças, segundo explica o site Protect.org.

Estas são as regras de Alicia Kozakiewicz que, aos 27 anos, depois daquilo por que passou, se revela uma jovem mulher sorridente, atraente e prestes a casar.