O irmão de Omran Daqneesh, a criança síria fotografada com a cabeça ensanguentada e coberta de pó após um ataque aéreo, morreu sábado devido a ferimentos, informa o Observatório Sírio dos Direitos do Homem (OSDH).

“Ali, de 10 anos, sucumbiu sábado aos ferimentos. Ele foi gravemente ferido no mesmo bombardeamento que Omran, na passada quarta-feira, em Alepo”, anunciou a organização.

O Centro de Comunicação de Alepo, um centro de jornalistas militantes, confirmou a morte através de um vídeo de um médico que socorreu Ali Daqneesh e constatou a morte da criança.

A imagem de Omran, uma criança de quatro anos ferida durante um ataque aéreo, foi partilhada por milhões de internautas e fez o pleno na imprensa mundial. O rapaz foi fotografado na ambulância, com o corpo coberto de pó e sangue na cara.

Para Washington, o rapaz é "a verdadeira imagem da guerra" na Síria que fez mais de 290 mil mortos desde março de 2011.

Alepo, no norte da Síria, tem sido palco de intensos bombardeamentos e de combates entre as tropas de Bachar al-Assad e insurgentes que procuram o seu controlo.