Um novo suspeito dos atentados de 22 de março em Bruxelas foi detido na quinta-feira após buscas policias no bairro de Schaerbeek, anunciou esta sexta-feira a procuradoria federal belga.

Em comunicado, citado pela France Info, a procuradoria revela que o homem de nacionalidade belga, de 31 anos, identificado como Ali E.H.A., foi "detido pela participação nas atividades de um grupo terroristas, homicídios em contexto terrorista (...) como autor, coautor ou cúmplice".

Também na quinta-feira, o procurador federal belga concordou em extraditar Mohamed Abrini, suspeito de envolvimento nos ataques a Paris e a Bruxelas, para ser julgado em França.

A 22 de março passado, dois bombistas suicidas fizeram-se explodir na zona das partidas do aeroporto internacional de Bruxelas-Zaventem, cerca das 08:00 (menos uma hora do que em Lisboa) seguindo-se um novo atentado, uma hora depois, na estação do metro de Maelbeeck, todos reivindicados pelo Daesh (acrónimo para o autoproclamado Estado Islâmico).

Os atentados de 22 de março, no aeroporto e no metro de Bruxelas, causaram pelo menos 35 mortos.